Forçar “esvaziar reciclagem”

empty trash canPara aquelas vezes em que, por motivos alheios à nossa compreensão, o OS X não nos deixa esvaziar a reciclagem fica aqui um pequeno truque que permite forçar a eliminação dos items.

Basta para isso abrir a reciclagem e ter premida a tecla alt enquanto se clica no botão “Empty“, mostrado na figura abaixo.

empty recycle bin

Rápido e simples.

Top 10 atalhos do Mac

A utilidade dos atalhos de teclado são inquestionáveis, não há dúvida que existem para tornar bem melhores as nossas vidas. Hoje resolvi fazer uma compilação daqueles que, na minha opinião, são alguns dos atalhos mais utilizados pelos apreciadores da maçã.

1.Force quit

force quit

Para quando aquela aplicação insiste em deixar de funcionar, há sempre esta alternativa: forçar o encerramento do programa. Não é de longe a solução mais elegante, mas certamente funciona e tem de ser utilizada de vez em quando.
Para isso pode-se utilizar o menu >Force Quit ou, mais rapidamente, o atalho do teclado alt+cmd+esc.

2.Esvaziar a reciclagem

empty trash can

É um trabalho sujo, mas alguém tem de o fazer…
Como todos sabemos, nada é verdadeiramente excluído até ser eliminado da reciclagem (e nem assim o é, mas isso são panos pra outras mangas).
O espaço continua a ser desnecessariamente ocupado e temos eventualmente de nos ver livres de tanto lixo. Para isso, basta fazer cmd+tab para seleccionar o Finder e a seguir utilizar a seguinte combinação: cmd+shift+backspace, para que todo o conteúdo da reciclagem seja eliminado.

3.Aumentar/Diminuir o volume sem o beep

sound

Para aqueles momentos em que precisa (normalmente) de baixar o volume do Mac de maneira despercebida, basta pressionar a tecla shift enquanto baixa ou aumenta o som para que ninguém note a sua presença.

4.Preferências de itens

system preferences

Para visualizar rapidamente definições de display, spaces e som basta utilizarem – respectivamente – as seguintes combinações de teclado:

alt+F1/F2
alt+F3/F4
alt+F10/F11/F12

5.Aumentar/diminuir 1/4 de volume

quarter sound

Atalho que pode não ser tão útil como os anteriores, mas sem dúvida um must-know para perfeccionistas: alt+shift+volume keys aumenta/diminui apenas um quarto de uma das unidaades de volume como é mostrado na imagem ao lado.

OBS: O beep não fica desactivado com essa combinação de teclas.

6.Zoom

magnifying glass

Aplicação que se tornou mais útil do que estava à espera, o zoom pode dar jeito nas mais diversas ocasiões. Na maior parte das vezes utilizo-o simplesmente para mostrar uma coisa ou outra a colegas, mas de qualquer das maneiras é algo que nunca é demais saber.
Basta a combinação ctrl+2 dedos do rato (como se fosse fazer scroll) para fazer zoom, com possibilidade depois de se ver o resto do ecra com movimentos do rato.
Para voltar ao normal, basta fazer ctrl+scroll down (mais uma vez com os dois dedos do rato) até que todo o ambiente de trabalho esteja visível.

7.Screenshot (ou Printscreen)

full screenshot

Atalho que poucas vezes costumo usar, devido a que capture uma imagem de todo o ecrã, coisa que raramente preciso.
Normalmente recorro a aplicações externas (skitch, por exemplo), por permitirem post-editing e tirar screenshots apenas de uma janela. Porém nem todos somos iguais e pode haver a quem dê jeito.
Para tirar um screenshot de todo o ecrã actual, pressione cmd+shift+3 et voilá! Uma imagem pronta em seu ambiente de trabalho.

8.Screenshot parcial

Alternadamente à solução anterior, é possível tirar um screenshot apenas de uma área desejada do ecrã. Para isso, utiliza-se antes o atalho cmd+shift+4, e após isso é apenas preciso escolher a área desejada e a imagem aparece automaticamente no ambiente de trabalho.

9.Menu de desligar

menu desligar

Não posso dizer com muita sinceridade que desligue o meu mac, de todo. Na semana passada reparei que o tinha há 15 dias seguidos sem ser desligado, o que faz simplesmente com que faça um reboot de vez em quando.
Porém nem todos os utilizadores são como eu, por isso fica também esta dica: ctrl+eject abre o painel acima, permitindo ao utilizador reiniciar, desligar ou suspender o computador.

10.Force eject

eject

Este atalho já foi aqui referido anteriormente e foi uma das soluções que tive de aprender da pior maneira: quando me aconteceu. Se bem me lembro foi mesmo o DVD do Leopard que lá ficou preso, então lá fui eu desesperado procurar por uma solução.
Como pode dar sempre jeito nunca é demais lembrar: para forçar a que o CD/DVD seja ejectado da drive basta, ao iniciar do sistema operativo, deixar premido o botão do rato até que a drive ejecte o conteúdo.

Screensaver Pass Switcher

screensaver pass switcher

Depois de muitas intrusões indesejadas em computadores vizinhos no CeSIUM, Tiago Dias, um colega nosso, resolveu criar um widget que prevenisse essa situação, a activar a password do screensaver.

Disso nasceu o Screensaver Pass Switcher, um widget simples e, na minha honesta opinião, uma bofetada na confiança que se tem nos amigos que ficam no CeSIUM enquanto se vai tomar um cafézinho. De qualquer das maneiras, aqui fica o link para o download a quem desejar experimentar.

Download

Download de Artwork e Lyrics no iTunes em Mac

Sem conices e empatanços para encher chouriço (o título por si só já é self-explanatory) apresento-vos este pequeno utilitário para o Mac: GimmeSomeTune.

Para aqueles que gostam da sua (extensa) biblioteca de músicas arrumadinha, com capas e letras em todas as músicas esta é a opção perfeita. E a melhor parte: GRÁTIS!

Cada vez que uma música é tocada pode-se configurar o programa para automaticamente fazer o download da capa do álbum correspondente e também da letra, mostrando-os no ecrã com uma aparência bastante agradável à vista (também opcional). Podem ser configurados também atalhos para as mais diversas funções, mudar a maneira que é exibido no ecrã, enfim. Uma ferramenta para neat-freaks como eu, que dá um grande jeitaço. Espero ter – não sido útil, porque duvido da utilidade prática disto – agradado.

Página do projecto

Download

Screenshots da aplicação:

Sincronizar Google Calendar com iCal

Sabiam que o ícone do iCal por defeito mostra a data 17 de Julho porque é o dia em que foi apresentado ao público na Macworld 2002? Pois é, não tem (quase) nada a ver com o post, mas é interessante saber essas coisas! Para sincronizarem a vossa conta do Google Calendar com o iCal é bastante fácil. Tudo o que é preciso é ir buscar os links ical dos vossos calendários, e adicionar no programa. Os passos são os seguintes:

  • A seguir para cada um dos calendários é preciso:
  • Ir a “Gerir malendários” ou “Manage calendars”

  • Depois é preciso clicar no calendário correspondente para abrir as opções

  • E seleccionar o link ical

  • Por fim, é preciso copiar o link dado

  • E adicionar o link no programa. Para isso, é preciso ir à barra de tarefas no menu “Calendário”/”Calendar” > “Assinar”/”Subscribe”, e colar o link anterior.

E Já está! 😀

Sincronizando Windows Mobile no Mac – MissingSync

É aquele problema de sempre, arranjar equivalentes do programas feitos pra Windows nos sistemas operativos de verdade. Sincronizar o PDA com o Mac era um desses problemas que agora já está resolvido, e funciona bastante melhor do que o ActiveSync disponibilizado junto com o aparelho, chama-se MissingSync.

Sincroniza desde contactos, calendários, sms até música, vídeo e fotos. Permite agendar lembretes periódicos para novas sincronizações e instalar aplicações. A ligação pode ser feita pela rede, bluetooth ou USB… Enfim, faz tudo o que o seu equivalente “oficial” faz, mas melhor. Tem um custo associado de 39.95 dólares americanos e é uma aplicação bastante útil.

Screenshots:

Confirmado: iPhone em Portugal

E foi a Vodafone a contemplada com a exclusividade do aparelho.

Como é dito pela página da empresa, foi feito um acordo entre a Apple e a Vodafone para comercializar o iPhone em mais 10 países para além dos quais onde já é vendido o aparelho, a lista de países é a seguinte:

  • Australia
  • República Checa
  • Egipto
  • Grécia
  • Itália
  • Índia
  • Portugal
  • Nova Zelândia
  • África do Sul
  • Turquia

Ainda não se falam em datas, apenas em “later this year”.